CoronavírusJurídicoTecnologia

8 dicas contra crimes na internet em tempo de coronavírus

Com a crescente aplicação pelos cidadãos das diretrizes de isolamento social, a sociedade se vê cada vez mais dependente dos recursos tecnológicos para questões profissionais, de interação, entretenimento, etc. Não que já não seja assim há consideráveis anos, contudo, está numa vertiginosa crescente.


Esse aumento na utilização dos recursos tecnológicos e internet, tem feito com que cibercriminosos intensifiquem suas técnicas e ataques aos usuários do mundo digital.
Uma prática que se tem identificado como comum e resultado em inúmeras vítimas é a criação por parte dos criminosos de páginas, notícias e e-mails com informações sobre o Coronavírus, meios de combate, entre outras diversas informações de interesse nesse momento de pandêmia, para levar a pessoa a clicar no conteúdo malicioso e ser alvo de um sequestro de informações, invasão hacker ou golpe cibernético. NÃO CAIA NESSA!

Powered by Rock Convert


Caso atual é o de notícia e compartilhamento de link com a promessa de recebimento de doação de álcool gel da multinacional AMBEV. A empresa realmente, de maneira a colaborar com a sociedade, iniciou o processo de produção de álcool em gel, todavia, o material produzido será direcionado e entregue diretamente para hospitais de SP, RJ e BSB. A AMBEV não é a responsável pelo link, são cibercriminosos atuando para que você seja a próxima vítima.

  • Assim sendo, as sugestões abaixo ajudarão na prevenção e proteção de casos como esse:
  • Evite clicar em links ou abrir anexos suspeitos, exemplo: .exe, .scr, .pif, .cmd, .com, .cpl, .bat, .vir;
  • Acesse sites com protocolos de segurança, exemplo: https;
  • Acesse sites de órgãos e entidades confiáveis, exemplo: ANVISA, OMS, MINISTÉRIO DA SAÚDE, GOVERNO FEDERAL, etc;
  • Mantenha seu sistema atualizado;
  • Mantenha antivírus e firewall ativos e atualizados;
  • Enquanto empresa, utilize o padrão DMARC;
  • Blinde todos, mas, inicial e principalmente os executivos de maior poder de decisão;
  • Reforce com os usuários as questões de Segurança da Informação e demais políticas e protocolos internos.

Essas são algumas medidas simples que auxiliarão nesse crescente onda cibercriminosa. ESTEJA ALERTA! Os cuidados preventivos são as melhores proteções.


Júlio César Lourenço do Carmo
INOVAÇÃO

Compartilhe!