Coronavírus

Responsabilidade do usuário pelo cancelamento virtual

            No início do ano, durante a pandemia de COVID-19 (Corona Vírus) a influenciadora Gabriela Pugliesi fez uma festa em sua casa e divulgou imagens do evento em sua rede social. Quase de imediato a influenciadora foi “cancelada virtualmente”, o que a prejudicou financeiramente e a levou até a desativar sua conta no Instagram.

Entenda o que é o Cancelamento Virtual

O termo “Cancelamento Virtual” foi criado com base no linchamento físico que, por muitas vezes acontece quando as pessoas acreditam ser necessário fazer justiça com as próprias mãos. Este termo está sendo utilizado para descrever as diversas críticas feitas por meio da internet que, como no caso citado acima, causam diversos efeitos na vida do usuário.

Hoje em dia as pessoas se divulgam cada vez mais, demonstrando suas atividades e suas opiniões. Acontece que, ao se divulgarem, os usuários ficam expostos a diversos elogios e também críticas. Essas críticas quando realizadas em grande número podem gerar o “cancelamento virtual” da pessoa, como se ela não tivesse mais direito de estar nesse ambiente digital.

O Cancelamento Virtual tem limites?

            O cancelamento virtual em si não é crime, porém tem limites! As condutas que caracterizam esse cancelamento podem configurar crimes contra honra, como calúnia, difamação, injúria e até ameaça.

“Mas eu discordo de uma publicação, não posso criticar?”

            Pode sim. Com fundamento na garantia à liberdade de expressão, caso você discorde de alguma publicação é seu direito em comentar sobre sua discordância. Porém, essa liberdade não dá o direito de ofender uma pessoa, acusá-la de ter praticado algo que afete sua reputação ou até de ter praticado um crime não cometido.

            É muito importante que as pessoas pensem muito antes de fazer qualquer publicação, pois podem ser devidamente responsabilizadas por seus atos. Internet não é terra sem lei, é possível descobrir quem fez uma publicação mesmo que ela utilize um nome falso para se apresentar na rede social. Portanto, caso você publique algo que cause algum dano ao usuário ou a cominação de um delito, você pode ser responsabilizado por sua conduta.

Sarah Furtado Violante JURÍDICO E EMPRESARIAL
Sarah Furtado Violante JURÍDICO E EMPRESARIAL
Compartilhe!